Seja Bem-Vindo

Por Isis F. Bastos

Novas Tendências - Inverno 2012

quinta-feira, 15 de março de 2012

Um pouco antes de acabar o verão sempre acontece um bombardeio de descontos por todos os lados, que variam de 10%, 20%, 30%, chegando muitas vezes até 70%.

Com a chegada do inverno, podemos ver que várias lojas já estão começando a apresentar suas novas coleções.

O mercado da moda é tentador e "sádico", pois como você pode reparar, um produto que você vê hoje nas vitrines e acaba comprando por simples impulso, consumismo desenfreado ou outras causas que só você sabe, depois de alguns meses é totalmente desvalorizado e acaba custando somente 30% do seu valor atual. Seria isso um desrespeito ao consumidor ou ao dinheiro dele? 

Alguma vez você já parou para pensar no verdadeiro preço de uma vestido ou uma simples camiseta?

Calma gente, não estou praticando nenhum tipo de terrorismo #antifashionmarketing, estou apenas fazendo com que possamos pensar um pouco mais.

Lembra quando estava suuuuper na moda falar sobre aquecimento global e tudo mais? Então, bem antes disso também esteve na moda a pratica de reciclagem de peças do nosso guarda-roupa ou mesmo até mesmo o tie-die dos anos 70 foi um modo inspirador para a renovação de peças "ultrapassadas".

Hoje também está super na moda o "vintage" ou digamos "retrô", que se classifica basicamente na re-leitura do guarda roupa da vovó!

Nada mais fashion ou "estiloso" do que comprar em brechó...Como dizem por aí pela net.

Na realidade, o que deveria estar realmente na moda é a SUSTENTABILIDADE, uma palavra que caiu em desuso, porém algumas vezes praticamos sem perceber(não necessariamente todos os indivíduos).

Mais do que uma palavra, ela deve ser realidade em nossas vidas, pois mesmo que as indústrias e a economia precise do nosso capital para se manter, o planeta necessita que as mesmas se mobilize de maneira consciente e inovadora. 

A sociedade em si precisa abrir os olhos para o que acontece lá fora!

Sabia que para que você vista uma simples camiseta de algodão é necessário uma quantidade absurda de agrotóxico e que mesmo sendo uma fibra natural, o algodão é um dos maiores consumidores deste produto no planeta?

Muitas empresas focadas em uma realidade mais consciente de consumo, estão investindo em novas matérias-primas. O Treetap, por exemplo, é um tecido feito com látex natural que passa por uma técnica de vulcanização, melhorando sua qualidade para ser usado em diferentes processos, como na fabricação do couro vegetal. 

A extração do látex não danifica a floresta e pode ser feita favorecendo a vida das populações seringueiras.

Outras empresas visando o alcance destes consumidores da moda "eco-fashion" já criaram coleções utilizando tecidos naturais, como algodão orgânico de bambú e malhas que tem como base sementes de cupuaçu. Osklen, UMA e outras grifes apostaram na ideia. Já a australiana Billabong criou um tecido de pet altamente flexível para as suas bermudas de surf e os japoneses criaram um poliéster que pode ser reciclado diversas vezes.

Porém, esta moda estava no seu auge há um tempinho. Será que as pequenas, médias e grandes empresas ainda se preocupam com esta "TENDÊNCIA" ou esta também caiu em desuso?

Devemos nós, consumidores, exercer este tipo de cobrança ou simplesmente aceitar o que é "cuspido" no mercado da moda, visando apenas o enriquecimento de grandes nomes?

Troque uma idéia com seus amigos e busque soluções...caso não tenha ideias que tal tentar trocar aquela camiseta de banda que você não usa mais com seus primos, ou criar uma capa de almofada super estilizada com ela?

PENSE!
MUDE!
MELHORE!
CRIE!

Como diz o nosso Capitão Planeta: "O poder é de vocês!"

Então...Está dado o recado...


"Quando a necessidade do meio ambiente superar a necessidade do consumo, a importância da consciência ambiental ficará evidente no mundo"
(Ivo Leite)



0 comentários:

Enviar um comentário

Deixe comentários, críticas e sugestões tambem no Twitter!
Use o hashtag #monstrosdoarmario e compartilhe sua opinião!

Obrigada por contribuir com nossa página!